Aguarde...

Bem-vindos Freguesia de Arrouquelas

Turismo

Em termos de património, a igreja de nossa Senhora da Encarnacão e um dos monumentos a visitar na freguesia.

A sua data da construção não se encontra devidamente esclarecida, havendo quem aponte o final da mesma para o ano de 1869, inscrição existente num relógio do sol que se encontra no recinto.

No seu interior, sobressaem os azulejos seiscentistas de qualidade, pintados a mão, e uma imagem de Nossa Senhora da Encarnacão, que foi oferecida pelos militares arrouquelenses que regressavam a salvo da I Grande Guerra Mundial. 

FEIRA DE ARROUQUELAS

A feira de Arrouquelas durou ate 1739, data em que foi substituída nessas funções por Rio Maior.

O primeiro impulso de desenvolvimento da freguesia deve ser entendido a luz dos problemáticos momentos que se seguiram a Restauração da independência e consequente expulsão dos Espanhóis.

Os circuitos económicos estavam gravemente afetados, desorganizando a vida agrícola e comercial de várias regiões. Era urgente que os novos centros populacionais ou antigos despertassem contribuindo dessa forma para o reequilíbrio económico do país.

A solução encontrada foi a venda de novidades agrícolas, tentando dessa forma atrair mercadores de regiões próximas ou mesmo afastadas.

Noutros casos, celebram-se festas religiosas ou obtiveram-se meios para erguer ou restaurar igrejas, capelas ou ermidas.

E precisamente aqui que se enquadra a petição dos juízes da Irmandade de Nossa Senhora de Arrouquelas, no termo de Santarém, solicitando autorização para a criação de uma feira a 15 de setembro, com o intuito de poderem completar a obra da igreja e adquirir ornamentos.

O alvará foi concedido a 23 de outubro de 1674.

A VISITAR

Igreja matriz

Relógio de sol

Fonte da igreja

Fonte da Breja

Fonte da Portelinha

Fonte do pote

Fonte da igreja



Compartilhar titulo produto

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência de utilização. Ao utlizar o website, confirma que aceita a sua utilização.